Chamo-me Nicole Silveira e tenho 20 anos. Sou uma maquilhadora profissional no início da sua carreira que ambiciona crescer mais e mais. Foi um ano de muita pesquisa e horas de prática, foi uma paixão crescente que me fez vibrar de tamanhas explosões de cor e alegria que, só tenho mesmo que agradecer a este ano transacto, por me mostrar o caminho.
Venho da Ilha do Pico no Arquipélago dos Açores, e actualmente estou a viver na cidade do Porto por me encontrar a tirar uma licenciatura em Design de Comunicação da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto.
Não poderia ter nascido e crescido em melhor terra e, tal como alguém escreveu: “Ser dos Açores significa mais do que ser-se de uma ilha; significa pertencer a um grupo. A uma realidade que tão poucos têm o privilégio de viver. (…) Ser dos Açores significa ser grande, num sítio pequeno. (…) É ter aquela infância de sonho, a correr de um lado para o outro, no meio de animais e de rochas, a apanhar peixes com o camaroeiro. (…) É levar com furacões e, mesmo assim, sair para a rua.” (Daniela Rosa – The WeightOf My Words)
E não é apenas isto, ter o privilégio de ser dos Açores mostra-nos que apesar do lugar maravilhoso em que vivemos, algum dia teremos que partir rumo à aventura e deixar o nosso maravilhoso mundo para trás. Que a vida são dois dias, e que temos que nos libertar das saias da mãe e nos desembaraçar num ambiente muito diferente do nosso, abdicar do nosso ar tão puro, deixar as árvores e os riachos para trás… De novo bébés, que passam a crianças e que se tornam grandes homens e mulheres. Tenho orgulho em ser açoriana, da água nasci e na terra me criei. Espero ter a oportunidade de fazer imensos vlogs para vos mostrar este meu tesouro, que irei levar sempre no coração!
Derivado ao amor pela minha terra não poderia deixar de o encaixar neste blog, eu sou a Azoretta, sou pequenina, sou vibrante como o verde que cobre a ilha, sou espontânea como as ondas do mar e vivo com os pés assentes na terra por vezes, tal como o sol, pois este apesar da sua viagem ao longo do dia acaba por tocar no horizonte todos os entardeceres. 

              (Azor – Azores) + (-etta – terminologia usada para algo pequeno)

Flickr Images